quinta-feira, 11 de junho de 2009

O QUE É PRECISO PARA VIVER UM GRANDE AMOR


                             (Flor encontrada pelo autor na praia em outubro de 2009...uma flor no deserto?Foi abandonada ou simplesmente quis ficar só e chorar sozinha? humm)

PARA VIVER UM GRANDE AMOR

Para viver um grande amor, antes de tudo deve-se ter coragem...
Pois muitos falam, sonham e desejam um grande amor, mas poucos têm a bravura indômita, coisa essencial para enfrentar ás legiões de covardes, frustrados e amargos que nos rodeiam, não raro, formadas por parentes e “amigos do peito” pródigos em conselhos e fórmulas de vida que curiosamente os fazem viver infelizes.
No entanto, se é preciso coragem para viver um grande amor, ela é, sobretudo necessária para enfrentar e vencer o maior inimigo de todos: você mesmo.

Para viver um grande amor é vital ser capaz de sonhar...
Pois sem os sonhos é impossível sentir o delirante, enleante e repousante do que é amar.
É preciso, como diria o poeta, ser louco capaz de falar, ouvir e entender estrelas, é preciso ter fé, pois assim como esta, o amor está fundado no invisível e em “razões” a princípio impossíveis, mas com certeza sentidos e vividos.

Para viver um grande amor é preciso queimar no insano fogo da paixão...
Pois assim como para ser adulto antes se é ser criança, não se pode amar sem antes se apaixonar. Quanto mais a paixão te tornar ridículo e desvairado diante do mundo, mais provavelmente deves te sentir abençoado, pois, quanto maior for teu delírio, há de torna-se essa paixão um grande amor maduro.

Para viver um grande amor é essencial ser absurdamente forte...
Pois o caminho que nos leva ao éden necessariamente nos levará ao inferno de dor tão ou mais lancinante que a ventura . Um grande amor é vivido entre as sombras e a luz, entre o viver como um deus e padecer como o mais vil mendigo; Ser forte para chorar dolorosamente, engolir as lágrimas e seguir em frente com a pessoa amada.
Para viver um grande amor tem que se ter força para persistir e lembrar que nada muito bom vem sem um alto preço, mas no final, ao olhar pra trás você verá que se viveu, valeu a pena. É necessário também ser forte não só para vencer, mas pra ser vencido e o mais difícil, aceitar a vitória.

Para viver um grande amor é imprescindível ter a inteligência dos pés no chão...
Sem isso jamais você entenderá que o amor vem justamente quando a paixão fenece.
Quando não há o ardor, o desespero, a ânsia e o desejo incontrolável diminuem, quando não há mais o olhar constante nas horas, aflito com o próximo encontro.
O amor chega numa sensação de calma e paz, justamente quando seu alguém está lá, com todos os defeitos e sem nenhum tipo de artifício, e ainda assim, ele é simplesmente essencial para sua vida. Sem os pés no chão é impossível permanecer nas nuvens.

Mas tudo que foi escrito aqui é inútil e não fará nenhum sentido se
Nesta curta, hostil e inglória aventura da vida, onde todos entram se debatendo em choro e se vão da mesma forma desdita, você como a maioria, jamais tiver a sorte de encontrar amor nesta vida.
Pois,
Para viver um grande amor, antes de tudo deve-se ficar muito atento, pois um grande amor é raro e poucos são felizes por encontrarem ao menos um.

Pois hoje tenho orgulho em te dizer, que vivi, vivo e quero viver por muito tempo toda força deste amor que me tomou, me destruiu e me refez completamente, totalmente livre e dependente de tua existência junto a minha. É possível ter vergonha de viver na terra e ter tocado o céu? Pois para viver um grande amor da forma devida, deve-se enfim perder todo pudor. E agora nestas linhas é impossível não dizer que te amo!
É contigo que vivi, vivo e quero viver por toda vida o meu grande amor!

Adriano Cabral.

23 comentários:

  1. Belíssimo texto, linda foto, enfim uma declaração e tanto, hein...
    Concordo que para viver um grande amor é necessário muita coragem, renúncia, pois nem sempre é fácil aceitar as pessoas como elas realmente são e ainda é pior quando pessoas que estão ao nosso redor e de quem gostamos são mais uma barreira ao invés de um ponto de apoio. Amar é difícil e encontrar um amor é ainda mais difícil, por isso quem tem ou já teve esta oportunidade deveria agarrar com todas as forças, antes de ser tarde demais.
    Adriano, parabéns pelo texto. Torço pela sua felicidade ao final desta incansável busca pela vida ao lado deste seu grande amor.

    ResponderExcluir
  2. E digo mais...
    Viva esse amor intensamente, a cada instante, a cada momento de sua vida, porque não sabemos o dia de amanhã, pode ser muito tarde se deixarmos pra depois. Abs!

    ResponderExcluir
  3. Realmente lendo este texto nós descobrimos ou apenas "lembramos" que para viver um grande amor não basta querer, tem que poder e ainda por cima ter muita, mas muita, mas muiiiiiiiiiiiiiita sorte para encontrar sua alma "gêmea". Perdão, mas ficou agora na minha cabeça uma coisa.... será que ás vezes simplesmente não fizemos a escolha errada, ou seja, não estamos exatamente com os pés no chão? bjos. Parabéns para o autor se acredita sentir tudo isso.

    ResponderExcluir
  4. Li o texto. Soh queria dizer que fico bastante feliz por vc! Eh muito bom mesmo qdo a gente encontra alguem que gosta tanto assim e que possa estar com essa pessoa e compartilhar os mesmos sentimentos. Tambem torco pra q tudo continue dando certo, desejo tudo de bom! Soh alegria! :)
    Palavras sinceras, Manu.

    ResponderExcluir
  5. Suas palavras incomodam tanto quanto aquelas declarações feitas em carros de som, em faixas nas ruas ou outdoors. Não por serem piegas como estas; incomodam por serem verdadeiras e profundas.
    Há verdade porque as conclusões partem da dificuldade, e não da glória. A profundidade está nas feridas que o inspiraram, na dificuldade quase universal de realizar o amor.
    Da mesma forma como não gostaria de receber uma declaração num carro de som, também não me imagino sendo destinatária de tão corajosas palavras...talvez porque o amor que é cantado normalmente seja o que não está "concretizado". Ou, talvez, porque exposição do autor demandasse igual exposição do destinatário. Neste caso, haja coragem! E haja força para resistir aos conselhos dos "amigos do peito" que, curiosamente, vivem infelizes.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. É realmente um texto muito bonito, como disse a leitora acima, principalmente por causa da dor que o autor passa quando se fala em viver um grande amor. Algo muito verdadeiro e longe da visão comum cor de rosa que é vendida por todos. Mas como também ressaltou a leitora acima, sinto que haveria alguma necessidade de maior exposição da destinatária que diga-se de passagem, até agora nem deu as caras no blog que esta no momento erguido em sua homenagem.
    No mais, mais um lindo texto, agora entendo determinada coisas.

    ResponderExcluir
  7. "Seu romântico, seu apaixonado" :) Um belo texto, digno de um grande e enamorado escritor. Palmas para o senhor! Beijão!

    ResponderExcluir
  8. "Eis a condição humana: somos sozinhos, perdidos, temos dor e uma imensa"Eis a condição humana: somos sozinhos, perdidos, temos dor e uma imensa necessidade de amor. Todo o resto é construção artificial."
    Pierre Lévy

    ResponderExcluir
  9. Paulinha, assino embaixo. Assim como concordo com Santos! palmas.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Desconfiança, foi minha primeira sensação ao ler o tópico criado no orkut informando que alguém teve a pretensão de dizer o que era necessário para viver um grande amor, coisa que parecia-me inútil e impossível.
    Choque, foi a segunda sensação que tive enquanto lia, pois, cada parágrafo que seguia me fazia ainda incrédula pensar " mas assim é muito bom queria ver ele falar da parte difícil" e eis que logo em seguida vinha justamente o que eu tinha imaginado.
    Encanto, foi a terceira sensação impossível de não sentir enquanto caminhava para o final da leitura e de repente parecia que tudo que deveria ter sido dito foi posto no texto.
    Inveja, foi a triste sensação que tive ao descobrir que toda aquela coisa linda que eu estava lendo tinha a única função de homenagear uma única mulher, parecia injusto que tudo aquilo fosse apenas para alguém. Tinha visto a foto, mas havia pensado que era só mais uma pescada no google ou alguma modelo. Notei através de outros comentários que não foi apenas eu quem sentiu isso.

    Encanto renovado, quando li o comentário da "homenageada" em linhas tão poéticas quanto ao blogueiro, mas de forma até humilde, declarando como muitas vezes teve que segurar-lhe ás mãos para ter forças de continuar a sentir e viver esse amor.

    Esperança, foi o que senti, porque, numa época onde se acredita em tão pouca coisa e o cinismo e o hedonismo são quase uma obrigação vejo duas pessoas lindas declarando aos quatro ventos um amor real, doloroso, encantador e puro.
    Vocês são lindos! parabéns a ambos, vocês fizeram o dia terrível de alguém num dia cheio de luz.

    ResponderExcluir
  12. O que dizer depois de um texto tão belo? Fugindo do ar que a mídia impõe, fugindo do marketing e da publicidade, o amor de vocês parece ser o amor natural. Aquele amor antigo e belo, shakespeariano sem tanto drama, amor da vida real.
    Sabe, é hipocrisia de qualquer um aqui, se disser que não sentiu uma pontinha de inveja ao ver tanto amor no ar. Mas não inveja ruim, tipo cobiça, com vontade de roubar algo do outro.. Mas inveja do tipo desejo, desejo de viver algo pelo menos, semelhante. Que se aproxime, ou chegue perto dessa coisa tão intensa, tão forte de vocês.
    Parabéns Adriano, Parabéns, Anne.
    Que vocês continuem construindo a vida, de mãos dadas, à quatro pegadas.
    E que o dia dos namorados de vocês dure duas vidas inteiras.

    ResponderExcluir
  13. Agradeço do mais profundo do coração os comentários dos leitores, inclusive os que eventualmente contiveram críticas, pois pra mim é sempre bom saber que há pessoas que se interessam pelas bobagens que posto aqui.
    Agradeço pela torcida de alguns, depoimentos tocantes e sinceros.

    Tenho certeza que algumas pessoas que me deram o prazer de lê-las aqui em forma de comentário terão o seu momento, não é por nada não, é porque simplesmente elas precisam disso e sobretudo, elas MERECEM.

    Quanto a você meu amor! Espero que não largues mais a minha mão.

    ResponderExcluir
  14. Olá Adriano, passei aqui na época que indicou esse texto no meu blog (milpensamentos.wordpress), porém não comentei no mesmo momento. Passo agora, depois de ter lido há algumas semanas.

    De fato, é preciso coragem e força para viver um grande amor e o seu texto é lindíssimo! Obrigada por ter me indicado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Adriano.
    Qria te pedir desculpa por não ter comentado antes e ter postado sua declaração no meu blog.

    Mas saiba que se postei lá, é porque gostei e me tocou de alguma forma.
    Então só tenho a agradecer.
    Continue postando seus textos, pois estarei sempre por aqui lendo ^^

    Leticia ;*

    ResponderExcluir
  16. Minha vida definitivamente não tem tanta graça sem você! Espero sinceramente que estejas melhor que eu.

    ResponderExcluir
  17. Uma declaração e tanto. Mas ai eu confronto com aquele outro texto que li, e com uma poesia do finado Ian Curtis, coisa mais ou menos assim: "como uma coisa tão boa não funciona mais?", ai entra nosso amigo Guru para dar aquele tapinha na cara e dizer a "resposta".

    Concordo com um comentário acima que fala do hedonismo, é vendido a ideia, apenas a ideia, mas nunca o contexto. Ai as pessoas acham "cool" e mergulham nessa, mas mergulham com tanto gás, que só quando quebram a cara, notam que era raso demais... Ai pode ser que tenha jeito, ou fica tetraplégico para sempre. Arrpendimento + esperança... Engraçado que o amor pode virar em arrependimento :P

    Citaram até nosso amigo Lévy... Acho até engraçada essa fala dele, separando o amor da construção. Para mim o amor sofre impactos da construção...

    yzak

    ResponderExcluir
  18. Sua versão é MUITO melhor que a do Vinícius de Moraes!

    http://letras.terra.com.br/raul-seixas/84689/

    ResponderExcluir
  19. "é vendido a ideia, apenas a ideia, mas nunca o contexto... e mergulham nessa, mas mergulham com tanto gás, que só quando quebram a cara, notam que era raso demais... "

    Hoje em dia muitos lagos rasos são vendidos como oceanos profundos, mas se há tantas ilusões por ai é porque existem muitas pessoas necessitadas de vive-las, no entanto todo início é uma ilusão, um lago raso por assim dizer, as escolhas que fazemos para realizar nossos desejos, não há garantias de que elas tornem o sonho real, mas tomamo-as como um ato de fé pautado em algum pedaço de realidade, compramos a ilusão e tentamos a todo custo torna-la real...diante disto nadar em lagos rasos acreditando que eles se tornem profundos talvez não seja o problema, o verdadeiro conflito, o que faz as pessoas quebrarem a cara, são os reais motivos por trás da crença, hoje dia muitos acreditam que um grande amor os fará felizes, assim como tem aqueles que acreditam que ter o carro do ano os tornará mais felizes, esse sentimento de bem estar deveria vir antes, sem isso os relacionamentos perdem o sentido, a atificialidade se instala e o casal se dissolve, isso porque se os motivo da crença eram as resoluções de todos os seus problemas, bem convenhamos ninguém vai resolver os seus problemas, mesmo que o outro ti ajude a responsabilidade é sua, os relacionamentos, os carros do ano e qualquer outra coisa não são formulas mágicas para atingir a felicidade, você pode ficar triste por outras pessoas, ficar alegre por elas também, mas o sentimento de bem estar tem que depender somente de você, senão você sempre vai procurar fórmulas mágicas que ti façam se sentir bem.

    PS: Ainda que atrasado U_U, parabéns ao autor do blog.

    ResponderExcluir
  20. Emocionada e feliz...
    Emocionada por tuas palavras tão belas e fortes,
    Feliz ao lê-las e sentir meu coração sorri, pois hoje posso dizer que tive a sorte de viver e está vivendo a delícia de amar e ser amada!
    E só quem já viveu e vive sabe exatamente o que é desfrutar de tal flor, cujo mel nos faz uma pessoa melhor a cada dia!
    Grande abraço!
    Parabéns Adriano!

    ResponderExcluir
  21. Nossa... esse texto me remete a idéia de que o "viver um grande amor" está extinto...
    Falta, muitas vezes, o querer...
    As pessoas buscam momentos efêmeros e no final se sentem vazias...e esquecem que "amar" também pode ser uma opção...
    Parabéns pelo texto...
    bjos
    Babi

    ResponderExcluir
  22. Se é raso, a palavra amor não lhe foi apropriado.É impressionante a visão e o conceito de "amor" que estão inseridos em algumas pessoas. O texto é belíssimo, conteúdo de quem viveu, está vivendo e sempre levará consigo a arte de amar. E aqui fica a resposta despretensiosa do tema: o que é preciso pra viver um grande amor? Ser artista! Mais que arte, na verdade. Quem ama é um descobridor de 7 mares e nessa profundidade, estão escondidos tesouros, que só quem mergulha possui e isso meu bom Adriano lhe é intrínseco. Abraço!
    Brisa Almeida

    ResponderExcluir

É sempre bom ler o que você tem a dizer! Se possível deixe a cidade de onde você esta teclando.